quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Discipulado – a base do cristianismo



Há alguns dias atrás ouvi de um grande amigo a seguinte frase “quando a pessoa deixa o ser e fazer discipulado, perdeu toda a base do cristianismo”. O que o ser e fazer discípulo implica na vida cristã? Sem isso é possível ser um cristão saudável?

O cristianismo implica em relacionamento, Deus nos criou seres relacionáveis, todos os dias Ele ia ao jardim do Éden se relacionar com Adão e Eva. Não existe a possibilidade de uma existência saudável sem relacionamentos. E o discipulado é a melhor forma de se relacionar.

Ao ouvir falar discipulado, muitas pessoas pensam que isso não passa de reuniões de estudo bíblico, mas o discipulado vai muito além disso. Discipulado é andar junto, convivência, aprender um com o outro, sorrir junto, chorar junto. Jesus tinha essa intimidade com os seus discípulos. Estava sempre em volta da mesa com eles.

O discipulado muitas vezes requer apenas um relacionamento saudável, nada de muito extravagante, estudos bíblicos profundos. Basta uma conversa, uma troca de experiências para que Deus se manifeste. Muitas vezes a característica do discipulado é a inutilidade, o simples estar junto.
O mais importante é ver Deus na vida da pessoa, através das mais simples atitudes, a todo o momento devemos ser e fazer discípulos.

“Quando a pessoa perde a noção do discipulado, ela perde a noção do cristianismo” Jailson de Souza



Lucas Fernando Borba dos Santos

Um comentário:

Michel disse...

O discipulado é uma coisa essencial para todos, recomendo a todos que nunca viveram um discipulado, leiam este texto. Parabéns Ked!